Ficha de Informação de Produto Químico

                                                             IDENTIFICAÇÃO                                                           Help
Número ONU Nome do produto Rótulo de risco
1114 BENZENO
Número de risco
 33
Classe / Subclasse
 3
Sinônimos
 BENZOL
Aparência
 LÍQUIDO AQUOSO ; SEM COLORAÇÃO ; ODOR DE GASOLINA ; FLUTUA NA ÁGUA ; PRODUZ VAPORES IRRITANTES.
Fórmula molecular
 C6 H6
Família química
 HIDROCARBONETO AROMÁTICO
Fabricantes
Para informações atualizadas recomenda-se a consulta às seguintes instituições ou referências:
ABIQUIM - Associação Brasileira da Indústria Química: Fone 0800-118270
ANDEF - Associação Nacional de Defesa Vegetal: Fone (11) 3081-5033
Revista Química e Derivados - Guia geral de produtos químicos, Editora QD: Fone (11) 3826-6899
Programa Agrofit - Ministério da Agricultura
                                                MEDIDAS DE SEGURANÇA                                                 Help
Medidas preventivas imediatas
 EVITAR CONTATO COM O LÍQUIDO E O VAPOR. MANTER AS PESSOAS AFASTADAS. CHAMAR OS BOMBEIROS. PARAR O VAZAMENTO, SE POSSÍVEL. ISOLAR O MATERIAL DERRAMADO. DESLIGAR AS FONTES DE IGNIÇÃO. FICAR CONTRA O VENTO E USAR NEBLINA D'ÁGUA PARA BAIXAR O VAPOR.
Equipamentos de Proteção Individual (EPI)
 USAR LUVAS, BOTAS E ROUPAS DE VITON E MÁSCARA DE RESPIRAÇÃO AUTÔNOMA.
                                                          RISCOS AO FOGO                                                         Help
Ações a serem tomadas quando o produto entra em combustão
 EXTINGUIR COM PÓ QUÍMICO SECO, ESPUMA OU DIÓXIDO DE CARBONO. ESFRIAR OS RECIPIENTES EXPOSTOS COM ÁGUA. O VAPOR PODE EXPLODIR SE A IGNIÇÃO FOR EM ÁREA FECHADA.
Comportamento do produto no fogo
 OS VAPORES SÃO MAIS PESADOS QUE O AR E PODEM SE DESLOCAR A UMA CONSIDERÁVEL DISTÂNCIA. CASO HAJA CONTATO COM UMA FONTE DE IGNIÇÃO QUALQUER, PODERÁ OCORRER O RETROCESSO DA CHAMA.
Produtos perigosos da reação de combustão
 NÃO PERTINENTE.
Agentes de extinção que não podem ser usados
 A ÁGUA PODE SER INEFICAZ.
Limites de inflamabilidade no ar
Limite Superior: 7,9%
Limite Inferior: 1,3%
Ponto de fulgor
 -11,1 °C (V.FECHADO)
Temperatura de ignição
 592,14 °C
Taxa de queima
 6,0 mm/min
Taxa de evaporação (éter=1)
 2,8
NFPA (National Fire Protection Association)
Perigo de Saúde (Azul): 2
Inflamabilidade (Vermelho): 3
Reatividade (Amarelo): 0

                                  PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS E AMBIENTAIS                     Help
Peso molecular
 78,11
Ponto de ebulição (°C)
 80,1
Ponto de fusão (°C)
 5,5
Temperatura crítica (°C)
 288,9
Pressão crítica (atm)
 48,3
Densidade relativa do vapor
 2,7
Densidade relativa do líquido (ou sólido)
 0,879 A 20 °C (LÍQ.)
Pressão de vapor
 100 mmHg A 26,1 °C
Calor latente de vaporização (cal/g)
 94,1
Calor de combustão (cal/g)
 -9.698
Viscosidade (cP)
 0,61
 
Solubilidade na água
 0,18 g/100 mL DE ÁGUA A 25 °C
pH
 NÃO PERT.
 
Reatividade química com água
 NÃO REAGE.
Reatividade química com materiais comuns
 NÃO REAGE.
Polimerização
 NÃO OCORRE.
Reatividade química com outros materiais
 INCOMPATÍVEL COM OXIDANTES FORTES, CLORO, BROMO E FERRO.
Degradabilidade
 PRODUTO VOLÁTIL. BIODEGRADÁVEL POR CULTURAS ACLIMATADAS (80% DE BIO-OXIDAÇÃO EM ÁGUA DOCE SINTÉTICA)
Potencial de concentração na cadeia alimentar
 NENHUM.
Demanda bioquímica de oxigênio (DBO)
 1,2 lb/lb, 10 DIAS.
Neutralização e disposição final
 QUEIMAR EM UM INCINERADOR QUÍMICO, EQUIPADO COM PÓS-QUEIMADOR E LAVADOR DE GASES. TOMAR OS DEVIDOS CUIDADOS NA IGNIÇÃO, POIS O PRODUTO É ALTAMENTE INFLAMÁVEL. RECOMENDA-SE O ACOMPANHAMENTO POR UM ESPECIALISTA DO ÓRGÃO AMBIENTAL.
                                          INFORMAÇÕES ECOTOXICOLÓGICAS                                   Help
Toxicidade - limites e padrões
L.P.O.: 4,68 ppm
P.P.: 5 ug/L
IDLH: 500 ppm
LT: Brasil - Valor Médio 48h: Não Estabelecido (Obs. 1)
LT: Brasil - Valor Teto: Não Estabelecido (Obs. 1)
LT: EUA - TWA: 0,5 ppm (PELE)
LT: EUA - STEL: 2,5 ppm
Toxicidade ao homem e animais superiores (vertebrados)
M.D.T.: 1.500 ppm (60 min) / CARCINOGÊNICO (OBS.2)
M.C.T.: TCLo = 210 ppm (EFEITOS TÓXICOS NO SANGUE)
Toxicidade: Espécie: RATO
Via Respiração (CL50): 10.000 ppm (7 h)
Via Oral (DL 50): 5.600 - 5.700 mg/kg
Via Cutânea (DL 50): LDLo: 1.150 mg/m³ (INTRAP.)
Toxicidade: Espécie: CAMUNDONGO
Via Respiração (CL50): 9.980 ppmVia Oral (DL 50): 4.700 mg/kg Via Cutânea (DL 50): TDLo: 1.232 mg/kg ; 990 ug/kg (INTRAP.)
Toxicidade: Espécie: OUTROS
Via Respiração (CL50): CÃO: LCLo = 146.000 mg/m³ Via Oral (DL 50): CÃO: LDLo = 2.000 mg/kg Via Cutânea (DL 50): LDLo: 88 mg/kg (INTRAV.) ; (OBS.3)
Toxicidade aos organismos aquáticos: PEIXES : Espécie
 POECILIA RETICULATA: CL50 (14 DIAS) = 63 ppm ; MORONE SAXATILIS: CL50 (96 h) = 5,8 - 10 ppm ; GAMBUSIA AFFINIS: TLm (24 - 96 h) = 395 mg/L ; LEBISTIS RETICULATUS: TLm ( 24 - 96 h) = 36,6 mg/L ; CARASSIUS AURATUS: TLm (24 - 96 h) = 34,4 mg/L
Toxicidade aos organismos aquáticos: CRUSTÁCEOS : Espécie
 PALAEMONETES PUGIO: CL50 (96 h) = 27 ppm; CANCER MAGISTER: CL50 (96 h) = 108 ppm; CRANGON FRANCISCANUM: CL50 (96 h) = 20 ppm; ARTEMIA SALINA: TLm (24 - 48 h) = 66 - 21 mg/L
Toxicidade aos organismos aquáticos: ALGAS : Espécie
 L.tox. T.I.M.C. MICROCYSTIS AERUGINOSA = 1.400 mg/L; SCENEDESMUS QUADRICAUDA = 1400 mg/L ; CHLORELLA VULGARIS = 5% DE REDUÇÃO DO NÚMERO DE CELULAS EM RELAÇÃO AO CONTROLE APÓS 1 DIA DE INCUBAÇÃO A 20 °C EM CONCENTRAÇÃO = 525 mg/L
Toxicidade a outros organismos: BACTÉRIAS
 L.tox. T.I.M.C., PSEUDOMONAS PUTIDA = 92 mg/L
Toxicidade a outros organismos: MUTAGENICIDADE
 LEVEDO: SACCHAROMYCES CEREVISIAE = "cyt" = 12 mmol/L;SER HUMANO: "dnl" = 2.200 umol/L (LEUCÓCITOS) ; "cyt" = 1 umol/72 h (LEUCÓCITOS)
Toxicidade a outros organismos: OUTROS
 PROTOZOÁRIOS: L.tox. T.I.M.C. ENTOSIPHON SULCATUM = >700 mg/L; L.tox. T.I.M.C. URONEMA PARDUCZI(CHATTON-LWOFF)= 486 mg/L
Informações sobre intoxicação humana
Tipo de contato
 VAPOR
Síndrome tóxica
 IRRITANTE PARA OS OLHOS, NARIZ E GARGANTA. SE INALADO, CAUSARÁ DOR DE CABEÇA, DIFICULDADE RESPIRATÓRIA OU PERDA DA CONSCIÊNCIA.
Tratamento
 MOVER PARA O AR FRESCO. SE A RESPIRAÇÃO FOR DIFICULTADA OU PARAR DAR OXIGÊNIO OU FAZER RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL.
Tipo de contato
 LÍQUIDO
Síndrome tóxica
 PREJUDICIAL, SE INGERIDO. IRRITANTE PARA A PELE. IRRITANTE PARA OS OLHOS.
Tratamento
  REMOVER ROUPAS E SAPATOS CONTAMINADOS, E ENXAGUAR COM MUITA ÁGUA. MANTER AS PÁLPEBRAS ABERTAS E ENXAGUAR COM MUITA ÁGUA.
                                                              DADOS GERAIS                                                        Help
Temperatura e armazenamento
 AMBIENTE.
Ventilação para transporte
 PRESSÃO A VÁCUO.
Estabilidade durante o transporte
 ESTÁVEL.
Usos
 FABRICAÇÃO DE COMPOSTOS ORGÂNICOS; INSETICIDAS; FUMIGANTES; SOLVENTES; REMOVEDOR DE TINTAS; ANTIDETONANTE EM GASOLINA.
Grau de pureza
 99% .
Radioatividade
 NÃO TEM.
Método de coleta
 MÉTODO 5.
Código NAS (National Academy of Sciences)
 
FOGO
Fogo: 3
SAÚDE
Vapor Irritante: 1
Líquido/Sólido Irritante: 1
Venenos: 3
POLUIÇÃO DAS ÁGUAS
Toxicidade humana: 3
Toxicidade aquática: 1
Efeito estético: 3
REATIVIDADE
Outros Produtos Químicos: 2
Água: 1
Auto reação: 0
                                                              OBSERVAÇÕES                                                        Help
 1) "O LT - LIMITE DE TOLERÂNCIA PARA O BENZENO DEVE SER SUBSTITUÍDO PELO VRT - VALOR DE REFERÊNCIA TECNOLÓGICO, QUE É DE 1,0 PPM, POR SE TRATAR DE UM PRODUTO CANCERÍGENO PARA HUMANOS E PORTANTO NÃO POSSUI CONCENTRAÇÃO SEGURA". 2) SER HUMANO: TDLo (ORAL) = 130 mg/L LCLo (INALAÇÃO) = 20.000 ppm/5 min TCLo (INALAÇÃO) = 210 ppm 3) COELHO: IRRITAÇÃO SUAVE A PELE (AR LIVRE) = 15 mg/24 h IRRITAÇÃO SEVERA AOS OLHOS = 24 mg/24 h TOXICIDADE AOS ORGANISMOS AQUÁTICOS: TLm (96 h) = 10ppm A 100 ppm POTENCIAL DE IONIZAÇÃO (PI) = 9,24 eV
NOVA CONSULTA